Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Out de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Após seis reduções seguidas, estimativa para inflação tem ligeira alta - Jornal Brasil em Folhas
Após seis reduções seguidas, estimativa para inflação tem ligeira alta


Depois de seis reduções seguidas, o mercado financeiro ajustou a projeção para inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 2,95% para 2,98%, este ano. A estimativa é do boletim Focus, uma publicação divulgada toda segunda-feira no site do Banco Central (BC), com projeções para os principais indicadores econômicos.

Para 2018, a estimativa para o IPCA passou de 4,06% para 4,02%. Essa foi a sexta redução consecutiva. A estimativa para 2017 segue abaixo do piso da meta de 3%. A meta tem como centro 4,5% e limite superior, 6%.

Na última sexta-feira (6), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o IPCA fechou o mês de setembro com variação de 0,16%, abaixo dos 0,19% de agosto. Nos primeiros nove meses do ano, o índice acumula variação de 1,78%, bem abaixo dos 5,51% registrados em igual período de 2016. Esta é a menor taxa acumulada setembro desde 1998, quando se registrou 1,42%. Em 12 meses o índice em 2,54%.

Para alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 8,25% ao ano.

Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação. Já quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

A expectativa do mercado financeiro para a Selic permanece em 7% ao ano, tanto para o final de 2017 quanto para o fim de 2018.

A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, permanece em 0,70%, este ano. Para 2018, a estimativa de expansão passou de 2,38% para 2,43%.

 

Últimas Notícias

Em busca de novos investimentos, Marconi comanda missão comercial à Espanha
Rede de fast-food Burger King vai vender ações na Bolsa brasileira
Adolescentes feridos em atentado em colégio estão em estado grave; uma menina está sedada e intubada
Morto em atentado no Colégio Goyases teria levado desodorante para zombar do autor dos disparos
Dois adolescentes são mortos e outros ficam feridos após atentado em colégio particular de Goiânia
Alegria e emoção marcam abertura da 65ª edição dos JUBs, em Goiânia
Doria elogia Marconi por fazer de Goiás um estado promissor
Marconi inaugura novas instalações do Vapt Vupt de Rio Verde

MAIS NOTICIAS

 

Modernismo e contemporaneidade marcam o outubro da Filarmônica de Goiás
 
 
Espaço Sonhus apresenta agenda de eventos para outubro
 
 
Prefeito de Morrinhos diz que “Goiás nunca cresceu tanto”
 
 
Ao jornal argentino Clarín, Marconi diz para explorarem potencialidade comercial da região Brasil Central
 
 
Nas comemorações dos 108 anos de Itumbiara, Marconi destaca a pujança econômica da cidade
 
 
No maior congresso de corretores de seguro do país, governador diz que Goiás cresce acima da média nacional

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212